Sistemas de impermeabilização: quais são os materiais mais usados neste processo?


Postada em 20/03/2019 às 08:00


Sistemas de impermeabilização: quais são os materiais mais usados neste processo?

Argamassa polimérica, manta asfáltica, emulsão acrílica e muito mais

 

No mundo dos impermeabilizantes existem diversos tipos de materiais muito comuns usados para realizar o processo de impermeabilização, uma das coisas mais buscadas na construção civil, uma vez que a longevidade de uma construção muitas vezes depende de uma impermeabilização eficiente. Por isso, implementar um sistema de impermeabilização de qualidade e feito para cada tipo de construção é muito importante. Conheça os produtos mais utilizados e proteja sua obra contra a ação da água e seus efeitos:

Argamassa

Dividida em argamassa impermeável e argamassa polimérica, a primeira é preparada com a adição de componentes hidrofóbicos em uma argamassa normal, enquanto a segunda é constituída de produtos industrializados prontos para uso, bastando que seus componentes sejam misturados e homogeneizados.

Um exemplo de argamassa polimérica é o Vedatop da Vedacit. Produto semi-flexível impermeável, indicado para vedação e eliminação da umidade. Pode ser aplicado sobre concreto, blocos cerâmicos e de concreto, fibrocimento e demais bases cimentícias. Campos de aplicação: áreas molhadas e molháveis (banheiros, cozinhas e áreas de serviços), estruturas enterradas (caixas d’água, reservatórios e piscinas), tratamento de rodapés úmidos, paredes, poços de elevadores, paredes de encosta, subsolos e fundações (baldrames e blocos).

Um exemplo de argamassa impermeável é a Argamassa Estrutural da Vedacit. Um produto monocomponente à base de cimento e aditivos especiais, que quando misturado com a quantidade específica de água resulta numa argamassa de consistência seca. Apresenta elevada resistência mecânica e é indicado para reparos com espessuras de 20 a 60 mm. Campos de aplicação: reparos pontuais em estruturas como vigas, pilares, lajes e estruturas de concreto sem a utilização de formas e assentamento de calços para grauteamento.

Manta asfáltica

Material pré-fabricado, composto por poliéster, polietileno, PVC ou fibra de vidro, recoberto por um composto asfáltico em ambos os lados. Recomenda-se sua utilização em grandes espaços, como lajes, e é muito indicado para estruturas sujeitas a movimentação, já que é bem resistente a altas temperaturas.

Um exemplo de manta asfáltica é a Baldrame da Viapol. Uma manta asfáltica modificada com polímeros e estruturada com reforço não tecido de poliéster. É fornecida na espessura de 3 mm e apresenta diversas vantagens: resistência à fadiga dinâmica e elevada durabilidade, resistência às cargas de peso das paredes de alvenaria, quimicamente estável, resistência a ação de micro-organismos e sais dissolvidos nas águas provenientes do solo, elevada resistência à tração e excelente capacidade de alongamento, mantendo-se estável quando sujeita à deformação das fundações.

Emulsão acrílica (membrana acrílica)

Resultado de polímeros acrílicos termoplásticos em dispersão aquosa, utilizado para impermeabilização de superfícies expostas a intempéries, como lajes, coberturas, paredes e marquises.

Um exemplo de emulsão acrílica é o KZ Acrílico da Viapol. Uma emulsão adesiva de base acrílica para argamassas e componente de sistema de impermeabilização por cristalização K11+KZ. O KZ Acrílico é utilizado como aditivo promotor de aderência e plasticidade em argamassas de revestimento e assentamentos, primer para pisos cimentícios autonivelante, em conjunto com o cimento cristalizante k11, forma um sistema impermeabilizante que age pelo processo de cristalização no interior da estrutura, ideal para áreas não sujeitas a movimentações e fissuras, tais como: baldrames, paredes em contato com o solo, lajes de pisos apoiados diretamente no solo, piscinas, caixas d’água enterradas, estações de tratamento de água, esgotos domésticos e subsolos com lençol freático não atuante.

Como vantagens, o KZ Acrílico apresenta compatibilidade com todos os tipos de cimento Portland, pode ser utilizado como aditivo, pois aumenta a aderência das argamassas a substratos cimentícios e como primer, pois veda os poros do concreto, reduzindo o aparecimento de bolhas no revestimento e aumenta a aderência.

Emulsão asfáltica

Monocomponente aplicado a frio, emulsionado em águas através de aditivos dispersantes. Geralmente são usados para impermeabilização ou preparação de fundações, baldrames, muros de arrimo, alicerces, estruturas em contato com o solo e mais.

Um exemplo de emulsão asfáltica é Ecol 2 da Viapol. Uma emulsão asfáltica especialmente desenvolvida para impermeabilização sob a forma de pintura, podendo ser aplicada mesmo com a presença de umidade. Quando misturado com areia, torna-se um excelente material aglutinante para a execução de preenchimento. O Ecol 2 é uma emulsão asfáltica à base de água, aplicada a frio com broxa, rodo ou escovão, para impermeabilização de fundações, baldrames, muros de arrimo, alicerces, estruturas em contato com o solo, etc.

Gostou de saber um pouco mais sobre os materiais mais usados nos sistemas de impermeabilização? Na Geocontract você encontra todos estes produtos e muitos outros para sua obra ou reforma. Solicite um orçamento ou acesse nosso site para comprar!