Como proteger superfícies de concreto do efeito da desidratação provocada pelo calor e pelo vento?


Postada em 19/03/2019 às 08:00


Como proteger superfícies de concreto do efeito da desidratação provocada pelo calor e pelo vento?

Principais causas e dicas para evitar que esta patologia ocorra durante a obra

 

Por Cláudia Ferreira

 

Algumas horas após a aplicação do concreto começa a ocorrer o endurecimento do cimento com a água. Essa reação faz com que certa quantidade de produtos de hidratação seja liberada, como hidróxido de cálcio, silicato, silicato de cálcio hidratado, entre outras substâncias. Esse processo provoca um aumento da temperatura da massa de concreto, cujo calor é liberado na atmosfera.

As principais causas do aumento excessivo da temperatura são o grande consumo de cimento, o que causa um diferencial térmico entre o núcleo e a superfície da peça, o tamanho da estrutura no início da concretagem e as oscilações climáticas extremas, aliadas à baixa umidade do ar e à ação do vento.

Quando a temperatura do concreto ultrapassa os 65° C, a probabilidade de ocorrer à fissuração é muito grande, o que é ruim, pois ela pode reduzir a capacidade de resistência da peça afetada, como no caso de fundações, grandes lajes maciças, vigas, pilares e paredes, e ainda tende a diminuir a durabilidade do concreto armado, já que permite a entrada de agentes agressivos com mais rapidez e facilidade, diminuindo a vida útil estrutural. Por isso, neste caso, a prevenção é fundamental! Conheça algumas dicas no post de hoje e evite que esta patologia ocorra durante a obra.

1- Não permita a exposição excessiva ao sol

A exposição excessiva do concreto ao sol nos primeiros dias após a sua aplicação comprometerá toda a previsão inicial, por isso, é importante evitar essa exposição, por meio de estruturas adequadas para proteção ou programando a concretagem fora do horário de maior exposição ao sol.

2- Refrigeração com gelo

Quando há uma necessidade maior de diminuir o calor produzido pelo concreto, a refrigeração com gelo pode ser uma solução, que consiste em incorporar gelo juntamente com a água adicionada na mistura, com o intuito de fazer com que o material bombeado tenha uma temperatura ambiente. Assim, a temperatura após a aplicação não será tão excessiva.

3- Controle a quantidade de cimento

O cimento é o responsável pela reação exotérmica que ocorre no concreto. Portanto, a melhor maneira de evitar o excesso de calor na massa é utilizar a menor quantidade possível desse aglomerante. A redução pode ser feita de diversas formas, entre elas, a utilização de aditivos plastificantes, como por exemplo, o Cemix da Vedacit e o Bautech Acrílico da Bautech.

O Cemix é um aditivo plastificante que permite reduzir a água do concreto. Proporciona concretos homogêneos, coesos e com menor permeabilidade. Campos de aplicação: concreto dosado em central ou em obra para concretos convencionais e concretos bombeados.

O Bautech Acrílico é adesivo à base de resina acrílica e aditivos plastificantes, utilizado para aumentar a plasticidade e impermeabilidade, promover a aderência e o aumento de resistência mecânica das argamassas e concretos, sem a possibilidade de reemulsionar (processo de mistura de dois líquidos) mediante contato constante com a água.

Utilização: ponte de aderência em superfícies verticais e horizontais, adesivo de uso geral em argamassas, concretos e gesso, chapisco tradicional ou projetado, reparos localizados e na composição de argamassa de contrapiso, chapisco, argamassa de estucamento, impermeabilidade e selador para sistema de pintura acrílica tradicional.

4- Realize uma boa cura de concreto

A cura do concreto consiste em produtos e medidas adotadas para diminuir a evaporação da água contida em seu interior. Um produto ideal para a realização deste processo é o Denvercura, da Denver. Um produto à base de resina acrílica dispersa em água, pronto para o uso em concretos frescos.

O material é de fácil e rápida aplicação, possui perfeita cura ao concreto ou argamassa, evita a perda de resistências e evaporação excessiva da água e reduz as fissuras ocasionadas por retração. Indicado para ser aplicado sobre argamassas, concretos, estucamentos, barragens, canais, pisos, pontes, peças de concretos pré-moldadas, lajes e em grautes utilizados para montagem de equipamentos.

Outro produto específico para isso e de qualidade comprovada é o Tri-Curing, da Vedacit. Produto à base de resina sintética, fornecido pronto para uso, feito para proteger superfícies de concreto dos efeitos da desidratação provocada pelo calor e pelo vento. Pulverizado sobre superfícies recém-concretadas, proporciona uma cura adequada.

O Tri-Curing evita a formação de fissuras de retração plástica e favorece o perfeito desenvolvimento das resistências mecânicas. Não forma filme sobre as superfícies, podendo receber revestimento ou pintura posterior e pode ser aplicado em estruturas recém-concretadas que, posteriormente, venham a receber pintura ou revestimento.

 

Gostou das dicas? Continue nos acompanhando e encontre todos esses produtos na empresa Geocontract: principal representante/distribuidora de produtos técnicos para a construção civil desde 2016, que opera de forma eficiente em obras industriais, residenciais, comerciais, rodoviárias, portuárias e aeroportuárias.