8 tipos de concretos usados na construção civil


Postada em 13/03/2019 às 08:00


8 tipos de concretos usados na construção civil

Cada um possui funções e finalidades diferentes e todos são conhecidos pela capacidade de resistir a grandes pressões de compreensão

 

Por Cláudia Ferreira

 

O concreto é um dos materiais mais utilizados em obras de engenharia civil por possuir propriedades que o tornam muito mais viável em relação a outros materiais. Sobre os tipos de concreto podem-se listar vantagens como resistência à água e grandes pressões de compreensão, obtenção de diversas formas e tamanhos por elementos estruturais feitos de concreto e baixo custo, podendo, inclusive, ser feito no local da obra.

No ‘Curiosidades da Geo’ de ontem, nós listamos três, dos onze mais usados nas construções: concreto convencional (o mais utilizado, pode ser usado diretamente no solo, para fundações, ou ser lançado em fôrmas, para lajes e pisos), concreto usinado (produzido com rigoroso controle tecnológico e com a quantidade de mistura definida por meio da necessidade do cliente) e concreto armado (tem em seu interior barras de aço, que se dá ao fato da deficiência do concreto em relação à resistência a tração, pois seu forte é ao esforço de compreensão).

Conheça mais oito hoje e veja suas diferentes funções e finalidades.

Concreto protendido

 

 

A técnica de protensão do concreto se dá ao fato de existirem situações em que esse material é submetido a grandes esforços de flexão. Se o controle tecnológico for feito de forma correta, o concreto diminui a manutenção ao longo de sua vida útil. Pode ser usado em construções de grandes vãos, em ambientes agressivos, na fabricação de pré-moldados, no reforço de estruturas, entre outros.

O procedimento consiste em inserir cabos de alta resistência no concreto (ancoramento), com aplicações de tensões de compreensão nas partes tracionadas pelas solicitações de carregamentos. A tração prévia realizada na peça concretada, permite um melhor desempenho da estrutura e o concreto protendido oferece boa capacidade para a estrutura resistir aos esforços de flexão.

Concreto estrutural leve

 

 

Feito com base de agregado leve, sua massa é específica e tem, aproximadamente, dois terços da densidade de um concreto feito com agregado natural. A redução de custos é uma de suas vantagens, além da pouca permeabilidade e redução de peso das estruturas. Como desvantagem, o concreto leve tem maior porosidade em seus agregados, o que gera um maior uso de água e riscos de segregação. Sua maior área de aplicação é na indústria de elementos pré-moldados e painéis pré-fabricados.

Concreto de alta resistência

 

 

O concreto de alta resistência possui resistência superior ao convencional à compreensão. Um dos pontos negativos deste concreto é a tendência de grande retração por secagem e de fluência devido o consumo de cimento, que normalmente é amenizado com a adição de pozolanas.

Bastante usado em fundações, lajes de piso, pilares e vigas de edifícios altos. Devido as suas características de baixa fluência e alta deformação por retração, o concreto de alta resistência tende a fissurar na presença de águas agressivas, aquecimento, resfriamento, congelamento e degelo.

Concreto auto adensável

 

 

A necessidade de obter um material com alta fluidez sem riscos de exsudação ou segregação deu origem ao concreto auto adensável que pode ser moldado no local sem o uso de vibradores para eliminarem os vazios. Um concreto auto adensável pode ser lançado e adensado sem vibração e é utilizado em concretagens submersas e fábricas de pré-moldados.

O concreto auto adensável possui um alto custo e alta retração por secagem devido ao teor de cimento utilizado pra controlar a viscosidade. No entanto, esse efeito pode se amenizado com a utilização de aditivos como goma hidrolisada, sílica ativa e nanossílica. Como vantagem, o concreto auto adensável pode se auto nivelar, eliminando a necessidade de vibradores e uma grande equipe envolvida na concretagem.

Concreto de alto desempenho (CAD)

 

 

O concreto de alto desempenho é mais durável e mais resistente do que o concreto convencional. Composto pelos mesmos materiais que as misturas de concretos convencionais, mas projetado/planejado para fornecer a resistência e durabilidade necessárias para atender os requisitos ambientais e estruturais de cada projeto, o CAD possui como principais características: adensamento sem segregação, permeabilidade, calor e hidratação, resistência nas primeiras idades.

Concreto bombeável

 

 

O concreto bombeável é uma variação do concreto convencional. Por ter mais fluidez é possível realizar sua aplicação via bombeadoras. A tubulação pode variar de 3 a 5,5 polegadas de diâmetro, indo do caminhão betoneira até o local de aplicação final. Para chegar à fluidez necessária, aumenta-se o fator água, diminuindo a granulometria do agregado. Um aditivo também pode ser aplicado para chegar ás características necessárias.

Concreto rolado

 

 

O concreto rolado é usado, principalmente, em obras de pavimentações, pisos de estacionamento e barragens. A aplicação do concreto rolado é realizada com a compactação via rola compressores, devido aos baixos consumos de cimento e trabalhabilidade. Por não ter um acabamento tão bom, ele é utilizado como sub-base para concretos que apresentam melhor aparência. A superfície que terá o material aplicado é indicada a receber uma pintura como emulsão asfáltica para permitir boa cura e impermeabilização.

Concreto celular

 

 

O concreto celular possui mais leveza que o convencional e ao contrário do concreto leve, que utiliza agregados de massa específica reduzida, no concreto celular é adicionado uma espécie de espuma especial. Aplicações: paredes, divisórias, nivelamento de pisos, painéis pré-fabricados e pré-moldados.

Gostou de saber um pouco mais sobre os tipos de concreto utilizados nas construções civis? Características, aplicações, funções e finalidades. Continue acompanhando o blog da Geo para continuar recebendo informações sobre o mercado de construção civil e muito mais!