Drenagem de solo


Postada em 08/03/2018 às 11:03


Drenagem de solo

 Drenagem é o nome dado ao ato de permitir o escoamento e enxugar fluídos de solos encharcados. Na construção civil água em excesso no solo é um motivo desfavorável e incômodo, e pode acontecer a intervenção do andamento da obra, aumentar custos e diminuir a vida útil da estrutura, devido a esse fator.

 Antes de tudo, deve verificar a fonte do excesso de água onde será aplicado a drenagem para que seja feito uma verificação topográfica da região e a partir disto seja implementado um projeto mais fundamentado do escoamento da água.

 Compreender toda a consistência do solo para uma melhor condutividade hidráulica, é válido e importante ressaltar para que drenagem do solo seja adequada com eficiência, para não proporcionar futuras erosões por danificar e enfraquecer o solo.

 A viabilidade de recursos são variados, sendo recomendado tubos, canais, valas, túneis e fossos, dentre outros materiais que entram em complemento (que será citado e especificado nesse post), podendo contar também com a ajuda de motores para o escoamento.

 Listamos aqui uma definição mais ampla sobre drenagem de solo, e claro, alguns materiais adequados para esse tipo de atividade. Confira abaixo.

 

Tipos de dreno:

- Dreno Aberto

 

 São valas com seção transversal no formato trapezoidal, de paredes inclinadas, com a função de impedir o desmoronamento, que exercem tanto a drenagem superficial quanto a subterrânea, sendo capazes de conduzir vazões relativamente grandes. Muito bem adequado em áreas grandes com pequena declividade natural.

 Seu custo de implantação é menor e permite a visualização de qual estado seu funcionamento se encontra. Porém reduz a área disponível para cultivo; impossibilita a movimentação de máquinas e animais; além do custo de manutenção que tende a ser mais elevado.

 

- Dreno Fechado/Coberto

 

 

 Conhecido pelos nomes de Dreno fechados e/ou cobertos, são também apresentados como subterrâneos, são perfurações em condutos ou espaços disponíveis formando pequenas galerias, situados sob a superfície do solo, que recolhem e conduzem a água de drenagem subterrânea. Tais drenos podem ser construídos com brita, bambu, tubo plástico corrugado, perfurado e etc.

 Resulta em economia da área de cultivo, maior facilidade na transação de máquinas e animais, com menor custo de manutenção; só que desta vez o alto custo vem a ser na implementação.

 Materiais que compõem drenos fechados: tubos (argolas) em cerâmica; tubos (argolas) em cimento; tubos corrugados em plástico PVC; tijolo furado; brita e areia.

 

Sistema de Drenagem:

 

- Simples ou Misto

 

 Esse complexo de drenagem pode ser integrado por drenos abertos ou fechados, ou pela combinação desses dois tipos de dreno, em conformidade da topografia da área, do tipo de solo, valor econômico da área e cultura. O sistema de drenagem subterrânea mais comumente utilizado detém drenos laterais fechados, drenos coletores principais e emissários abertos.

 

- Drenagem Subterrânea

 

 Para esse tipo de implantação pode-se empregar diferentes materiais. Em sistemas comum de drenagem, é utilizado tubos em PVC perfurado.

 Dentre os materiais mais aplicados, ressalta-se os seguintes:

 

- Condutos de pedra

 São utilizados pedregulhos ou seixos, em faixas de 30cm, no qual a água escoará pelas fissuras que o material deixa. Toma-se o devido cuidado em colocar bases de capim seco ou plásticos usados, sobre as pedras antes de jogar terra na vala, para bloquear a obstrução  parcial das fissuras entre o material.

 

- Condutos de tijolos e telhas

 São aplicados tijolos furados e telhas curvas, colocados em camadas alternadas, sendo comum duas camadas de cada material.

 

- Condutos de bambu

 É consumido em grande escala no meio rural. O dreno é aberto à profundidade pretendida e, em sua profundeza, são alocados feixes de bambu com 30 a 50 cm de diâmetro, protegido com capim seco ou plástico.

 

- Tubos cerâmicos

 São anéis perfurados, com função de melhorar a eficiência de drenagem, é conveniente a colocação de uma faixa de brita inferior e superior ao conduto. A brita pode ser trocada por capim seco, caso seu custo seja significativo ao processo.

 

- Condutos em PVC

 Tubos flexíveis corrugados e perfurados, com diâmetros variados, material popular que são postos à venda em rolos de 100 a 200 m de comprimento. Em casos de imposições maiores de drenagem, tais condutos são aplicados com uma camada de areia e/ou brita, e protegidos com uma base de aproximadamente 20 cm de brita. Uma manta de material sintético, pode servir como filtro. A eficiência do tubos plásticos sem base e revestimento, pode reprimir sua competência de drenagem em 50%; segundo pesquisas já comprovadas.

 

Revestimento Envolventes dos Drenos

 Há a obrigação de dispor materiais bastante porosos circundantes ao tubo de drenagem, claro que vai depender muito da situação em que a estabilidade do solo se encontra, estes são nomeados de envolventes, com função principal de impedir o arraste de partículas de solo para a parte interna do dreno.

 Outros materiais geralmente utilizados como envelope são areia, brita, cascalho, fibras vegetais e materiais de origem sintética. A seleção de materiais tem que estar de acordo a sua disponibilidade, custo e vida útil. Em solos orgânicos é recomendável prevenir-se ao uso de fibras vegetais por conta da presença das circunstâncias que se favorecem à sua decomposição.