Impermeabilização

Piscina enterrada: como impermeabilizar e quais produtos usar?

Processo deve ser realizado ainda na construção, uma vez que esta etapa é de extrema importância para a construção


Postada em 25/09/2019 às 13:06
Por Claudia Ferreira Ribeiro


Sejam em clubes, parques, casas ou condomínios, as piscinas são objetos de lazer requisitados por muitos, ainda mais no calor. No entanto, para que as fissuras não acabem fornecendo uma rota de fuga para a água, é importante fazer a impermeabilização do material com produtos de qualidade, por toda   a estrutura e durante a construção.


A impermeabilização é importante, pois o volume de água força tanto o fundo, quanto as paredes, e a estrutura deve estar preparada para resistir a tudo isso, principalmente as piscinas enterradas.


Quando a piscina está enterrada, mesmo vazia, as paredes estão sendo forçadas pelo solo; quando cheias, a força lateral da água é oposta. Logo, as paredes da piscina tem uma função estrutural muito importante. Portanto, é preciso estar ciente de todas essas condições para projetar corretamente a sua piscina e evitar problemas estruturais futuros.


Como impermeabilizar?


Para piscinas no modo geral, avaliar o tipo de inclinação do solo, a quantidade de água e umidade prevista para o ambiente, condição da estrutura e utilização interna ou externa, são fatores que precisam ser analisados antes de começar a impermeabilização, e o mais importante, é imprescindível que um profissional habilitado avalie o local e indique o tipo de produto mais indicado para cada situação.


Os problemas mais frequentes que resultam no fiasco da impermeabilização estão relacionados à umidade, deslocamento, falha de execução, fissuração e às próprias falhas de impermeabilização. São elas:



  • Ausência de projeto;

  • Escolha inadequada de materiais ou sistemas;

  • Falhas nas juntas e emendas;

  • Não execução de rodapé de impermeabilização 20 cm acima do piso acabado;

  • Falhas na execução, como falta de argamassa de regularização que ocasiona a perfuração da impermeabilização e não arredondamento dos cantos e arestas;

  • Execução da impermeabilização sobre base úmida ou empoeirada, que compromete a aderência, gerando bolhas que poderão ocasionar deslocamentos e rupturas da película impermeabilizante;

  • Uso de camadas grossas na aplicação da emulsão asfáltica para economia de tempo, dificultando a cura da emulsão;

  • Instalação de floreiras na cobertura de modo a possibilitar a penetração de água por cima do rodapé impermeabilizado;

  • Colocação da camada de brita sobre a cobertura, com o intuito de efetuar uma correção térmica, que pode ocasionar fissuras devido à sobrecarga da laje (caso isso não tenha sido previsto no projeto inicial).


Quais produtos usar?


Para prevenir infiltrações provenientes do lençol freático e combater umidade ascendente, o Viaplus 1000 da Viapol é o produto ideal para impermeabilização de subsolos, cortinas, poços de elevadores, muros de arrimo, baldrames, parede interna e externa, piso frio em contato com o solo, reservatório de água potável, piscinas em concreto enterradas e outras estruturas sujeitas a infiltração do lençol freático.


Com o Viaplus 1000 em áreas frias, toda a umidade que entra pelos rejuntes, não penetra nas paredes, nem no piso, garantindo ambientes secos e saudáveis. O produto é resistente a altas pressões hidrostáticas, positivas e negativas, não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro e é de fácil aplicação – com trincha ou vassoura de pelo.


Aplicado sobre superfícies de concreto, alvenaria e argamassa isenta de cal e sem aditivo impermeabilizante, confere excelente aderência sem necessidade de chapisco e primer e também pode ser estruturado com tela de poliéster nos rodapés.


Outro fator muito importante é que a piscina precisa de impermeabilização interna para evitar o ataque às armaduras e ao concreto. Então, além do Viaplus 1000 em estruturas enterradas com ou sem ação de lençol freático, também é recomendado o Viaplus 7000 e a manta asfáltica Torodin 4mm, quando não ocorrer lençol freático atuante.


O Viaplus 7000 é um impermeabilizante à base de resinas termoplásticas e cimentos com aditivos e incorporação de fibras sintéticas (polipropileno). Essa composição resulta em uma membrana de polímero modificado com cimento de excelentes características de resistência, flexibilidade e impermeabilidade.


É indicado para impermeabilização de áreas com constante presença de água ou áreas permanentemente úmidas, como reservatório de concreto de água potável elevado, apoiado ou enterrado, piscinas de concreto enterradas, áreas frias como banheiros, cozinhas e lavanderias. O produto não é recomendado para lençol freático atuante.


Já a manta asfáltica Torodin 4mm garante a perfeita impermeabilização de áreas frias, terraços, lajes, calhas, reservatórios, piscinas, etc. Completamente impermeável, durável e flexível, a manta possui diferentes características técnicas para atender às necessidades do local onde será instalada.


Todos os produtos citados neste post você encontra aqui na Geocontract com o menor preço do mercado! Empresa especializada em distribuição de produtos técnicos para construção civil, a Geocontract tem como objetivo oferecer o melhor para você cliente: melhor atendimento, produtos e valores!


Por isso, entre em contato, solicite um orçamento e deixe um comentário abaixo para eu saber se você gostou deste post!


 


 


Fonte: Viapol