Casos de Obras

Casos de Obras: Muros de Aterro são obras necessárias para suportar o peso da terra e isolar determinado terreno


Postada em 23/05/2019 às 09:00

Casos de Obras: Muros de Aterro são obras necessárias para suportar o peso da terra e isolar determinado terreno

Estrutura ajuda na preservação do meio ambiente e é a solução mais segura encontrada por muitos profissionais

 

Por Cláudia Ferreira

 

Os Muros de Contenção são estruturas compostas por blocos de concreto ou cerâmica, que apresentam ou não estruturas metálicas. Podem também ser construídos a partir de pedras, cimento ou gabiões e ser chamados de muros de arrimo.

Servem para conter e isolar determinado terreno, preservar o meio ambiente e estabilizar a pressão da terra para que ela não apresente riscos de desmoronamento. Por isso, em situações de risco, planeje-se e conte sempre com os melhores processos construtivos para muros em aterro ou em corte. Conheça o Muro Terrae!

 

Muro Terrae

 

 

O Muro Terrae – exclusivo Huesker – é um sistema de contenção para muros em aterro ou em corte, composto por blocos pré-moldados e geogrelhas de alta rigidez à tração ou grampos de aço, que servem como elementos de reforço e estruturação do maciço. Muito presente em obras de:

 

- Paisagismo;

- Urbanismo;

- canalização;

- Obras hidráulicas;

- Arquitetura;

- Infraestrutura viária ou de edificação;

- Revestimento de encostas.

 

A solução Muro Terrae permite uma construção rápida e simples, utiliza o solo local como material de aterro, diminui o desperdício e a necessidade de importação do solo na obra, apresenta grande versatilidade na execução de patamares, curvas e cantos e oferece uma excelente opção estética para estrutura a ser construída.

Pode também ser utilizado em projetos de contenções com grandes alturas ou em áreas com relevos desafiadores.

 

Características

O Muro Terrae apresenta como características principais:

- Construção a seco;

- Rapidez e simplicidade no método executivo;

- Versatilidade na execução de patamares, curvas e cantos;

- Sistema drenante;

- Melhor aspecto estético da obra final;

- Utilização do próprio solo local como material de aterro;

- Diminuição de entulho na obra;

- Pequenas deformações com o uso de geogrelhas PET e PVA;

- Conexão bloco-geogrelha certificada;

- Opções de acabamento frontal e excelente estética;

- Adequados para contenção em aterro ou em corte.

 

Casos de Obra

Muro Terrae – BR 101 – Rio Grande do Sul (RS).

No contexto das obras de duplicação e revitalização da BR 101 no trecho do estado do Rio Grande do Sul, estavam previstas a implantação de diversas obras – pontes, viadutos e passagens em desnível. O objetivo era promover a travessia rápida e segura da rodovia por importantes municípios na região.

Neste contexto, as estruturas de contenção requeridas para implantação dos viadutos foram executadas em Muro Terrae, com distintas geometrias e condições construtivas e utilizando Geogrelhas Fortrac como elemento de reforço e estruturação dos maciços.

 

 

A BR 101 é uma das mais importantes rodovias do país, pois é uma das ligações norte-sul do Brasil. Em cada locação da BR, especial atenção foi dada à terraplanagem, com compactação pesada de aterros, acompanhada de rigoroso controle às condições adequadas de fundação (que em alguns casos exigiu trabalhos de reforço e melhoramento), drenagem e acabamento final, com revestimento de talude, vigas de coroamento, barreiras NJ e caneletas, sempre que ocorresse demanda por algum destes itens.

 

 

Além de garantir uma flexibilidade logística demandada pela obra, o Muro Terrae foi escolhido como o sistema de contenção adotado na totalidade do projeto por diversas razões.

 

- Compatibilidade com o material de aterro disponível nas jazidas licenciadas localmente, que apresentavam escassez de material granular;

- Boa estética, adequada ao ambiente urbano dos trechos de ocorrência das obras previstas;

- Possibilidade de se executar em áreas de trabalho exíguas, não perturbando o tráfego contínuo nos trechos de desvio e nas vias laterais, durante todo o período construtivo.

- Elevada produtividade na execução, adequando-se ao apertado cronograma de execução das obras.

 

 

 

Agora, com o Muro Terrae, o trecho do BR 101 apresenta um aspecto estético muito mais valorizado, e durante a fase construtiva, o sistema se adequou muito bem às demandas e condicionantes da obra, tanto tecnicamente, quanto de custo e produtividade. Com isso, este se tornou uma importante referência de aplicação do sistema Terrae com Geogrelhas Fortrac em um importante projeto rodoviário nacional.

Para saber mais sobre o Muro Terrae e as Geogrelhas Fortrac da Huesker, entre em contato conosco e adquira os melhores produtos para obras de contenção!