Como reduzir ao máximo a perda de materiais na obra?


Postada em 08/03/2018 às 17:03


Como reduzir ao máximo a perda de materiais na obra?

 Desperdícios e a perda de materiais na obra são o principal fator nos gastos complementares nos canteiros: no final da obras, tais excessos podem chegar a 30% do  total empenhado. No Brasil, temos perdas em média num total de 5%.

 

Perdas? Do que estamos falando?

 

 Nosso protagonista envolve tudo aquilo que requer tempo e recurso que por fim não agregam valores ao produto final.

 Imprescindível, é o que elas podem se tornar - quando a inversão básica para a redução é maior do que a economia estabelecida - ou prescindíveis, que são segmentos de má qualidade e os custos gerados são mais elevados do que os empenhos de prevenção.

 A falta de um bom planejamento, organização no canteiro de obras e o desfrute de trabalhos desqualificados são causas que colaboram para a perda de materiais. 

 Desse modo, tais perdas podem ser concebidas durante o processo de formação, construção, estocagem, locomoção, incidentes e roubos. Em todas as ocasiões, é curioso notar que a mão de obra é primordial para que desperdícios sucedam-se ou não. Além disto, maior parte das perdas pode ser impossibilitada no cotidiano da construção civil.

 


Preparação

 Construtoras com níveis elevados de produção e rendimento de materiais passaram a aplicar treinamento sistemático de seus profissionais. Integrando ensino de técnicas construtivas mais sustentáveis, experiências como, corte de peças para acabamento,  geração de concreto e no uso de argamassa, produtos que tem o endurecimento mais acelerado e sua qualidade simplesmente perdida em requisitos insatisfatórios de conservação.

 Desta forma, os colaboradores da obra estarão prontos para manusear materiais e equipamentos de maneira mais racional e econômica, utilizando-os com base no aproveitamento e redução das perdas.

 

 

Conservação

 Encontrar canteiros de obras desorganizados, se tornou algo habitual. Onde materiais e equipamentos são armazenados sem qualquer critério ou prudência. Nesse procedimento, uma quantia generosa de materiais perde suas peculiaridades primárias, danifica, resseca e faz com que o material reverta-se em uso indevido.

 Layout em canteiro de obras é essencial para que a conservação seja de acordo com o tamanho, tipo, quantidade, e local de aplicação de cada material. Sacos de cimento, um exemplo, devem ficar nas proximidades de sua aplicação, já que tomaria tempo demais no transporte para outro local.

 

 

Reciclagem de Resíduos

 Diversas construtoras já utilizam seu próprio procedimento para reciclagem de resíduos. Sendo assim, serão modificadas novamente em matéria-prima, podendo ser aplicadas em inúmeras fases da obra, desde a fundação até o piso.   Os materiais mais comuns de serem reutilizados são as sobras de tijolo, peças de metal, cimento e gesso.

 

 

Organização

 

 

 Em competência de gerenciamento profissional, gestores de projetos devem ser atentos a itens como logística, planejamento, orçamento, e medidas de prevenção ao desperdício. Deve ser estipulado um teto máximo para os desperdícios em campo e planejar introdução da capacitação dos profissionais contratados, já seria o ideal para termos um início. 

 Perda mínima significa despesas menores, evitar viagens com transporte de resíduos, e avaliar a quantidade de materiais pedidos, a longo prazo, teremos um empreendimento mais rentável e eficaz para a própria construtora.

  

 

Referência: www.constructapp.io