Saiba mais sobre o sistema de drenagem subterrâneo: vantagens e materiais utilizados


Postada em 10/04/2019 às 08:00


Saiba mais sobre o sistema de drenagem subterrâneo: vantagens e materiais utilizados

Visa à remoção do excesso de água do solo até uma profundidade determinada

 

Por Cláudia Ferreira

 

A drenagem, de modo geral, tem como principal objetivo rebaixar o lençol freático através da remoção da água de uma região e condução para outra região diferente. Em lugares de muita chuva, previne o encharcamento e evita perdas de produtividade agrícola.

Essencial nas rodovias e ferrovias, a drenagem é uma técnica que veio para auxiliar o processo de irrigação, já que este pode causar problemas de encharcamento e salinização. Também é utilizada em áreas de recreação, residencial, comercial, aeroportos, jardins, parques industriais, etc.

 

Sistemas de drenagem

Existem diversos tipos de sistemas de drenagem, como simples ou misto, com condutos de pedra, condutos de tijolos e telhas, condutos de bambu, condutos em PVC e drenagem subterrânea. No post de hoje falaremos sobre a drenagem subterrânea: vantagens, principais características e drenos utilizados.

O propósito do sistema de drenagem subterrânea é controlar o nível de água do solo, removendo o excesso, pois manter o nível de água desejada é importante em muitas áreas, como agricultura, construção e engenharia.

A drenagem subterrânea aumenta o rendimento das culturas de plantio, mantém o nível da água abaixo das raízes, ajuda na segurança de motoristas e previne o acúmulo de água nas estradas e rodovias. Conheça os tipos de drenos utilizados no sistema de drenagem subterrânea:

 

Drenos abertos profundos

Os drenos abertos profundos são responsáveis por remover o excesso de água do subsolo. Eles precisam ser fundos o suficiente para baixar a água ao nível desejado. As valas são cavadas em locais estratégicos e não só drenam o excesso de água no solo, como também removem a água da superfície. Este tipo de dreno é o mais barato, porém, ele requer bastante manutenção.

Drenos de cano

Drenos de cano são canos perfurados/enterrados em lençóis freáticos e cobertos com um aterro permeável. Antigamente, eram feitos de argila ou concreto, mas os sistemas modernos utilizam, normalmente, PVC, ou outros plásticos. Apesar de mais caros, os drenos de cano não ocupam espaço na superfície e requerem menos manutenção.

Drenos de dique

Os drenos de dique funcionam sem precisar de canos. Eles são canais cilíndricos sem forro, formados no solo por um arado de diques. O arado é formado por um cilindro afiado na frente, chamado de pé, e um cilindro um pouco maior atrás, chamado de expansor.

O pé é conectado à superfície por um suporte que abre um canal acima do cilindro do dique. A ação do suporte e do expansor cria rachaduras ao redor do canal do suporte. O canal e as rachaduras proporcionam um conduíte para o cilindro de dique, tanto na superfície quanto no subsolo.

Drenos interceptores

Os drenos interceptores são chamados assim por causa de sua forma e funcionamento. São drenos colocados no encontro entre terras planas e inclinadas, para deter o escoamento na inclinação. Eles podem ser abertos, de cano ou dique.

Bombas de água subterrânea

Em alguns casos, essas bombas podem ser usadas em um fornecimento de água subterrânea para abaixar o nível de água. Essas bombas são caras, eficazes apenas em condições muito específicas e normalmente necessitam de uma autorização do governo.

 

Os tubos para drenagem são materiais que também geram as seguintes vantagens para a drenagem subterrânea:

 

  • Economia de área: não geram as perdas de área que ocorrem com o uso das valas abertas.
  • Facilidade no trabalho de máquinas agrícolas: como os tubos não são abertos, as máquinas não são restritas a pequenas faixas de terra como no uso das valas.
  • Diminuição da incidência de focos de mosquitos: como os tubos são enterrados, não geram o empoçamento de água que pode ser utilizada como meio de reprodução pelos mosquitos.
  • Custo de manutenção mais baixo: comparados com as valas abertas que devem ser limpas uma ou duas vezes ao ano, o sistema com tubos tem um custo muito reduzido.

 

Gostou de saber um pouco mais sobre o sistema de drenagem subterrânea? Lembre-se também que para a elaboração de qualquer projeto de drenagem, você deve seguir os seguintes passos:

 

- Reconhecimento e delimitação da área fechada.

- Levantamento topográfico.

- Estudo do lençol freático.

- Estudo do solo.

- Elaboração do projeto.